Se o mar pudesse falar

Seu nome ele diria

Perguntaria por ti

De saudades choraria

Talvez tentasse escrever

Na areia seu nome

Mas seu choro apagaria

Seu lindo codinome

Até o sol perguntaria

Por onde tu tens andado

Sente falta de sua beleza

Por ti estás encantado

Apreciando a cachoeira

Que tantas vezes visitamos

Parece contrariada

Como se estivesse chorando

Até mesmo a pracinha

Aonde gente passeava

Reclama sua presença

Que seu sorriso abrilhantava

Dom Romani

Em 17/05/21 ®

Todas as  poesias e publicações são de autoria de Dom Romani (salvo quando dado o crédito a terceiros). É uma honra e um prazer que republiquem meus poemas, poesias e textos, desde de que com os devidos créditos.

Se gostou desse artigo, poderá gostar também de ler, ouvir e Assistir (em texto, áudio e vídeo): A Boca Que Eu Amo

Siga nas Redes Sociais :
Tik Tok : https://www.tiktok.com/@cigano.romani
Instagram : https://www.instagram.com/ciganoromani/
Podcasts : https://soundcloud.com/romani-poesias
Youtube : https://www.youtube.com/c/ciganoromani
Facebook: https://www.facebook.com/CaminhandoComapoesia/

Dê um like, comente. Clique nas estrelinhas para avaliação. Quantas estrelinhas esse post merece ?

COMPRE O LIVRO DO DOM ROMANI

Ou Acesse o Clube dos Autores