Enquanto você lastimava
Eu também sofria
Te ajudar eu tentava
Você não me ouvia

Enquanto você lastimava
Pensei no seu Anjo Protetor
Já havia se afastado
Ele não suportou

Enquanto você lastimava
De sua porta fechada
Muitas outras se abriram
Mas você não enxergava

Enquanto você lastimava
E de mim se afastava
Muitos aproveitadores
De ti se aproximava

Ouvindo seus lamentos
Te enchendo de razão
Aumentando o sofrimento
Te deixando mais no chão

Enquanto você lastimava
Tempo precioso perdia
O que te incomodava
Achando que não merecia
Era o que tu precisava

Não é merecimento
Nem cometo algum engano
Em tudo que dou permissão
Sempre existe um plano

As vezes eu tento evitar
Outras eu deixo fluir
Mas sempre que eu permito
Você vai evoluir

Espero que tenha entendido
Não quero ver-te amoado
Quero a sua evolução
Compreendeu meu filho amado

Cigano Romani
Em 12/08/21
Direitos autorais reservados®

Compartilhe com os devidos créditos de autoria . 

Gostou do texto? Comente , curte , indique  !

Ouça agora essa poesia ( e outras se desejar) em nossa plataforma de podcast 

Se gostar, curte, deixe um comentário , compartilha 

Nossos podcasts : 
https://soundcloud.com/romani-poesias 

COMPRE O LIVRO DO CIGANO ROMANI
Acesse o link clicando na capa do livro

Original

Ou Acesse o Clube dos Autores

Avalie isto: