cachoeira-do-simao-goncalves

Toda gota de orvalho sonha com a liberdade do mar. Ela recorda seus tempos onde vivia imersa no gigantesco oceano e buscou os vapores da liberdade para habitar entre as nuvens aventureiras e voava ao sabor dos ventos.

Até que em sua jornada encontrou as formações rochosas das montanhas e montes e precipitou-se como uma gota de orvalho.

Juntou-se estão a tantas outras deslizando pelo terreno em busca do caminho do mar.

Cairam em veios com suas margems limitadoras formando assim um curso de forte correnteza.

A palavra curso nos remete a algo que se move em uma direção, como as águas de um rio.

Todo rio tem margens, correnteza, obstáculos e um fluxo contínuo em direção a um objetivo.

Entrar em curso é um estado da alma, que adquire gradualmente novos conhecimentos em uma sequência inteligente e coordenada para nos levar de um lugar a outro.

A tendência natural tanto da água como do ser humano é espalhar-se em busca da liberdade. O método, a técnica  e a disciplina funcionam como as margens de um rio que canalisam as emoções, criando um fluxo contínuo de realização.

Um fluxo é como um programa que deve ser seguido passo a passo e na ordem certa para produzir algum resultado.

Os obstáculos são os nossos demais interesses que concorrem com o curso e tendem a nos tirar da correnteza.

A orientação dos amigos poderá evitar que estes outros interesses individuais transformem o Rio em uma Lagoa, que embora irrigue as terras, não chega a lugar algum…

Pensando bem, a vida é um curso e os mestres estão ao nosso redor. As margens estão lá para nós conduzir a nossos objetivos… Sem foco e disciplina nossa boa vontade não nos leva a um objetivo e desistimos…

“A distância entre o sonho e a realidade  se chama disciplina.”    Bernardinho