Corações endurecidos…

Quando o sentir dilacera o âmago do ser…
Os sentimentos se tornam gumes profundos na alma…
Quando a única opção é não vivenciar…
E a dor é intensamente insuportável!
Então o coração se fecha…
Abandona sua natureza essencial…
Se petrifica na distância da indiferença…
Perde sua capacidade de divina de:
Se enternecer…
Se compadecer…
Se identificar com o outro…
De sorrir para a vida!
Cada vez mais longe de seu verdadeiro caráter…
Escondido em máscaras ilusórias…
Petrificados por cicatrizes lancinantes!
E só existe uma cura…
A mais pura forma de amor…
Que restaura nossa força interior…
Nos ajuda a recuperar o controle de nossas emoções…
Nos liberta das culpas torturantes…
O perdão…
O auto perdão.

DayseGhaya