68122

Afinal, o que é caridade?

Para mim é uma ação que é feita em favor do próximo por alguém que tem um coração generoso e já alcançou maturidade e  uma compreensão mais ampla da realidade.

Sobre este prisma a caridade não é uma doação, mas sim um investimento.

Aquele que alcançou tal maturidade reconhece o valor das pessoas e compreende que elas sozinhas não conseguirão sair da situação em que se encontram e que para isso precisam de ajuda. Tal ajuda deve ser materializada e forma de recursos, conhecimento, facilidades ou até mesmo em forma de estímulos e orientação.

Digo que é um investimento pois somente aquele que possui reservas pode oferecer algo que faça a diferença. Sejam estas reservas morais, financeiras, sabedoria, recursos, ou mesmo a capacidade de conseguir e administrar tais recursos.

É preciso ter para oferecer ajuda. Você já pensou se um salva vidas tivesse alguma dificuldade ou receio em relação as grandes dificuldades que se enfrenta no mar, principalmente as grandes ondas?

É preciso ser forte para agir com mansidão e delicadeza e falar a língua das pessoas necessitadas.

Os fracos se revestem de poder e humilham os necessitados por puro pavor de suas situações de sofrimento.

Já os fortes de alma e coração, estes são capazes de descer aos infernos e sofrer junto com as pessoas que estão ajudando para lhes oferecer a mão da salvação.

Eles sabem construir pontes, e tem a paciência para esperar lentamente as pessoas atravessarem no seu próprio ritmo.

Caridade não é só ajuda financeira, cura ou fornecer alimentos e roupas.

Caridade é doar aquilo que se tem na alma generosamente sem esperar um resultado imediato, pois as pessoas levam tempo para aprender por si mesmas.

Na numerologia o altruísmo é representado pelo número 9, o irmão mais velho. Mas o número 9 vem depois do número 8, a capacidade de prover e administrar os recursos de forma sabia e eficiente.

Portanto, isso significa que para ajudar efetivamente é preciso saber conquistar e administrar os recursos e saber motivar as pessoas para investir neste “negócio” chamado gente, sabendo que o retorno final será o benefício para toda a humanidade.

Você faz caridade toda vez que perdoa e aceita as fraquezas alheias por compreender as limitações humanas , não como um ato de comodismo,  sem julgamento ou rejeição e aceita elas como são  por pura compaixão.

Isto e um ato de sabedoria e autodomínio.

Você faz caridade quando procura abrir mão de um benefício que teria direito para trazer a verdade dos fatos ao seu cliente, abrindo seus olhos, mesmo que isto lhe traga menor lucro.

Você faz caridade toda vez que abre mão do seu conforto para beneficiar alguém ou facilitar sua vida…

Por isso eu digo que caridade é coisa de gente grande, que enxerga longe  e já não pensa mais em si mesma em primeiro lugar, que não faz chantagem emocional exigindo de volta tudo que doa como se fosse uma criança carente e mimada…