natureza bela

O Mestre meditava sobre a busca da integração dos conceitos de todas as religiões, quando em transe recebeu esta mensagem que compartilho com vocês.

Ele esfregou os olhos, num ato típico de quem acabou de acordar, e pôs-se a ler.

“Respeita o teu Criador, Irmão, entendendo ser Ele o criador de todas as coisas.

Ama o ar que tu respiras com o respeito que deves ter por tudo que representa vida. E nada é mais simbólico do que o ar, quando se deseja mostrar um sinal do que é a vida.

Ama o solo onde pisas, lembrando-te que nele habita a força que rege o alimento que te mantém vivo.

Ama a água que brota pura do interior da terra. Ama o fogo que aquece as tuas noites e que cozinha o teu alimento, tornando-o sagrado para o teu corpo.

Ama o teu irmão, o bom e o mau, o feio e o bonito, o sábio e o estulto, o rico e o pobre.

Ama o teu Deus e com Ele estarás comungando com tudo o mais que te cerca. Ou, se preferires, ama a Natureza, e com ela estarás amando os teus irmãos de todos os reinos, e o teu Criador que é a síntese de tudo.

Os dias são cristais que nascem no interior do coração do Grande Senhor do Mistério da Vida.

As noites são os mantos que cobrem a luz, para que os Mestres da Sabedoria meditem em paz sobre o dia que passou e sobre aquele que está chegando. Entrega os teus pensamentos ao sabor do vento que traz a mensagem do Grande Chefe Espiritual.

Sente o perfume do ar, pois é ele o sinal das boas novas trazidas por teu irmão, o Vento. Ouve os pássaros que cantam as suaves canções que descem das Altas Esferas para despertar os sentimentos adormecidos nos corações da humanidade.  As sete cores no céu são como um arco pronto para disparar a flecha sagrada que há de atingir os sentimentos mais profundos da humana criatura.

Depois deste ritual, desperta os teus sentidos e olha em volta de ti, e reconhece entre os que vivem ao teu redor as energias sagradas que se desprendem de teus irmãos, filhos da Natureza. Somos todos irmãos, e nada existe entre o céu e a terra, e além dos limites da tua imaginação que não tenha sido criado pelo Grande Senhor da Criação, o Grande Chefe de todos os Universos.

Reconhece a tua divindade, e a fraternidade que deves a todos os que te cercam, pois são teus irmãos. Ora em silêncio para ti mesmo, porque tu és o centro das consolações das tuas dores. Pede ao teu Mestre que te alce ao infinito das alturas para que possas admirar o espetáculo da Terra, irmanada em amor após a tua oração, e a tua energia estendendo-se até os limites das terras deste planeta.

Tu és o Deus tão sonhado por tantos fiéis. Tu és o bem e o mal. Tu és o feio e o bonito. Tu és o início e o fim desta raça. Porque tu és um deus. És parte do Todo e, por isto, és o Todo.

A Mãe Natureza está em ti. A Mãe-Terra está em ti. Os filhos da Terra estão em ti.

Tudo está em ti. Porque tu és abençoado, o Deus está em ti. Assim, eu te digo, ama a tudo, e todos te amarão.”

Gilberto Gonçalves

Memórias de um Profeta –  Extraído do blog :  Alma Mater

http://brasilan.blogspot.com