Solidão

Seu reflexo isolado no meio da multidão…
O grito não atendido…
O toque não sentido!
Palavras ditas que se diluem nas névoas da indiferença…
A presença não acolhida, na frieza dos olhares de desprezo…
O desdém diante do pedido de acolhimento!
Sentir-se ilhado na mácula da insensibilidade que aparta a alma da conexão universal!
A dimensionalidade da separação eletiva do descaso pelo sentimento do outro.
Triste constatação da iniquidade que se traveste de uma inacessibilidade de conveniências!
A invisibilidade diante da inflexibilidade cruel e perversa das burocracias e escusas dos se envaidecem com as ilusões de poder.
A doença que abate por ter as causas como produto da escassez de empatia dos que se dizem dignos e benevolentes!

DayseGhaya