Queremos contagiar as pessoas com nossa alegria interior, com nossa gratidão e com nossas experiências de paz e amor.

Mas para acessa-las precisamos trata-la com carinho, leveza e compaixão na prática do cotidiano, perdoando seus erros e mostrando uma nova face, para que assim vejam algo novo e diferente, que pode abrir uma nova visão e oportunidade de uma nova experiência.

Não lutar com seu inimigo significa não permanecer no debate e na contrariedade, não tentar convencê-lo a mudar, mas mostrar uma outra face da realidade de forma carinhosa e respeitosa com suas crenças e valores.

Porque onde houver um vencedor, sempre haverão dois perdedores e onde houver dois vencedores ambos serão transformados.

A gente tem facilidade de rejeitar coisas que nem se deu a oportunidade de conhecer. Experimente ouvir o outro sem preconceito, e depois escolha se é ou não válido para você.

Porque a letra é morta e só um espírito aberto pode lhe dar nova vida e significado.

Um estrangeiro quando vem em nossa terra deve falar a nossa língua e quando vamos em terra estranha devemos aprender falar na língua deles. Não apenas por generosidade mas também por sabedoria.

Ao nos esticarmos para falar e entender língua do outro abrimos novos canais e transformamos a nossa própria capacidade de entender as coisas …

Somente assim seremos capazes de tocar o outro porque lhe demonstraremos respeito.

Se você acredita que pode influenciar o outro e lhe ajudar a melhorar em alguma coisa, precisa falar a língua dele, e através dela mostrar sua própria experiência em uma língua que ele entenderá.

Isso é generosidade, um outro nome para o amor.

De um lado o conhecimento, do outro o amor, e guiando os dois, a graça de Deus em nossos corações.

E mesmo que eu fale a língua dos anjos e até a língua dos homens, se não tiver amor nada serei para eles e não serei capaz de tocar seus corações …

Gostou do texto?

Preencha os formulário para receber novas mensagens.

Curso de Numerologia (1)