Amigos,

Hoje estive refletindo que não existe aquilo que chamamos de inesperado. Pelo menos, não da forma como muitos imaginam. Se prestarmos bem atenção nos eventos mais simples veremos a natureza tecer a teia dos acontecimentos.

De vez em quando me surpreendo com uma flor em forma de algodão que nasce de repente no meu jardim e que dura apenas um dia. Depois que passei a observar melhor percebi que primeiro nasce um pequeno tendão que vai crescendo e quando está bem grande nasce uma pequena flor bem fechada. Ela vai crescendo até que um dia se abre toda.

Esta semana ouvi alguém relatando que um antigo sábio disse que somos o resultado de pequeninas coisas que somadas formam quem somos. Se soubermos ter integridade, amor, justiça nestas pequenas coisas seremos íntegros por inteiro. E não adianta fazer coisas grandes e descuidar das pequeninas.

A natureza nos da provas de que um milagre não surge da noite para o dia, ele é construído no silêncio das pequeninas transformações quase imperceptíveis para a maioria das pessoas.

Mas para o observador atento que se acostumou a olhar as  pequenas coisas  do dia a dia não há surpresa quando algo emerge encantando ou assustando os demais, porque  o inesperado é aquilo que não se espera, mas  quem pode ver o curso dos movimentos  sendo desenhados, ver suas tendências e sua direção pode antever os acontecimentos.

E isto vale tanto para a flor como para cada um de nós, para nossa vida prática, nosso trabalho, nossos relacionamentos e nossos sonhos.

A física quântica nos mostra que a natureza e composta de partículas que são movidas por ondas de energia.  Vivemos sempre envoltos em algum grupo que forma uma onda e participa de uma onda mais ampla.  E tudo está subordinado a grande onda infinita em direção ao mais belo, mais perfeito e mais completo, e o amor é o grande elo que nos une e nos move…

Como vemos, na verdade é Deus que mora nos detalhes…E atravéz  das pequeninas ondas impulsiona sua vontade,  construindo um maravilhoso universo através da união de todos os seres.

Se olharmos as coisas mais atentamente, prestando atenção aos pequenos detalhes, e nos deixarmos conduzir por estas ondas, evitaremos a precipitação, teremos mais sabedoria e nos alinharemos com a vontade e o ritmo do universo e das pessoas.

Evitaremos confrontos e desentendimentos desnecessários e seremos mais calmos, confiantes e felizes.

Se gostou do texto fique a vontade para deixar seu comentário.

 

Curso de Numerologia (1)