Por Silvia Fittipaldi

Mais empatia vai melhorar demais a vida de todo mundo!!!

Aprendi a não me afetar com a rejeição e também não me achar dona da verdade.

Aprendi a seguir firme com o coração macio.

Aprendi que mais vale o que consigo fazer do que ficar zangada com o que o outro não fez!

E aprendi também que o que faz sentido pra mim pode trazer sofrimento para o outro, então prefiro ser feliz a ter razão.

E o que é querer ter razão, senão o desejo estranho de estar certo em detrimento ou apesar do outro?

Somos estranhos quando nos pomos cegos e surdos diante da realidade. Ela está bem diante de nós, na forma de marido, mulher, filhos, funcionários, desconhecidos numa viagem… somos espelhos, e recebemos reflexos de nós: um sorriso abre outro sorriso, é contagiante, é natural.

Criamos a realidade, micro-realidades, a cada segundo, a cada escolha.

Que em 2018 façamos escolhas sábias, bondosas, inteligentes, mas principalmente guiados pelo respeito, pela simples orientação, nada ingênua, mas poderosa “façamos ao outro o que gostaríamos que fizessem conosco” – pra isso precisamos sair do posto de carrasco pessoal a que nos submetemos com tanta dureza. Sejamos cada um seu próprio mais incrível amigo.

Desejo muita AMIZADE em 2018! ❤

Silvia Fitti