Nossas memorias armazenam um momento do passado quando tínhamos compreensões diferentes  das que temos hoje. Quando revisitamos nosso passado, por exemplo contando para nossos amigos, temos a oportunidade de  alterar estas memorias com a nova compreensão que temos hoje e assim nos libertar do peso de erros cometidos.

Esta libertação precisa ser feita com perdão e humildade reconhecendo que naquele tempo você não poderia fazer melhor porque não tinha a compreensão que tem hoje.

“..Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
1 Coríntios 13:11”

Até mesmo uma novela que retrata o passado altera-o pela visão atual da sociedade. Vejam que a índia guerreira do Mundo Novo ensinas as mulheres da tribo a arte da guerra e a defender seus maridos…

É o presente modificando o passado para consertar suas memorias e seus erros  sobrepondo  uma nova camada de realidade.

Não somos o nosso passado, somos o presente.

Aquilo que  vivemos foi muito importante para sermos o que somos hoje e devemos guardar com todo carinho estas memorias.

Não devemos nos envergonhar delas nem mesmo nos julgar, mas sim  ter compaixão pelos erros que cometemos, pois só assim compreenderemos e perdoaremos os outros.

Jamais devemos deixar a lama do passado sujar o presente. Muito pelo contrário,  podemos  iluminar o passado com a clareza obtida pelas experiências vividas e pela clareza do presente.

Presente !  Que palavra mágica e cheia de conteúdo e significado…

A vida é um Presente e deve ser vivida no presente.

 

Cadastre-se para receber outras mensagens.

 

Curso de Numerologia (1)