Observe que maravilha é um pássaro plainando sobre o céu azul. Ele aprendeu a se sustentar nas correntes contrárias e utiliza-las como suporte para permanecer acima do terreno  árido e das ameaças dos predadores.

Ele pode descer e alimentar-se, pode mergulhar nas águas,  pegar o seu peixe e retornar ao seu estado majestoso. Nem mesmo os ventos fortes o desestabilizam porque ele sabe fazer movimentos para contorna-los e assim superar as tempestades e retornar ao seu equilibro.

Podemos aprender muito observando as asas dos pássaros. Elas são feitas de muitas retas e curvas. As retas oferecem firmeza e sustentação e mantém a estabilidade, as curvas lhe dão flexibilidade. As asas tem duas partes, o lado esquerdo e o lado direito. Isso permite que ele tenha perfeito equilíbrio diante das correntes opostas, pois ora um lado atua mais, ora o outro, mas ambos são importantes e trabalham em perfeita harmonia.

Vendo um pássaro voando assim parece que ele está apoiado em algo sólido, como se fosse capaz de criar seu proprio chão nos ares.

Acho que podemos sim aprender muito com com os pássaros, e construir  “asas” para nossos corações e para nossas mentes  para  nos sustentar em estado de firmeza e estabilidade frente às tempestades de pensamentos, emoções e conflitos, pairando assim acima das circunstancias.


Cadastre-se para receber outras mensagens.