Temos o controle das velas, mas não dos ventos. Mas isso é algo muito grandioso e tem feito toda a diferença, porque o “O novo mundo” que queremos conquistar está do outro lado dos oceanos…

Fernando Pessoa diz em seu Poema ” Navegar é preciso, viver não é preciso”.  Que bom que temos o controle das velas, porque dos ventos e das demais condições não temos o menor controle. Que bom que temos a nossa pequena ciência, a nossa simplicidade e nossa fé. Mas veja aonde podemos chegar com ela. Enfrentamos a águas bravias dos oceanos, mergulhamos no desconhecido em busca de nossos sonhos e vivemos fortes emoções. Vem a tempestade, somos derrubados e arrastados, nos agarramos em pequenos gravetos e ficamos na superfície aguardando um socorro. E novamente nosso espirito aventureiro nos levanta e nos erguemos e voltamos a sonhar com o novo mundo. Construímos novos barcos, agora mais fortes, estudamos as rotas, motivamos a tripulação e nos aventuramos novamente nos oceanos desconhecidos para viver novas emoções e novas conquistas. Somos assim mesmo, movidos pela fé e pela aventura, pela necessidade de nos expandir e abrir nossos horizontes. Somos teimosos, varias vezes derrubados e nos levantamos novamente para cair mais a frente, mas nunca desistimos de nossos sonhos. Mas com o tempo aprendemos a usar a nossa pequena ciência para vencer os oceanos e estabelecemos então novas fronteiras, construímos cidades, desbravamos novos territórios. Então percebemos que a vida sempre vale a pena, por mais que seja pequena. Que o importante é que emoções eu vivi…”

“Longe se vai, sonhando demais, mas onde se chega assim…”

Vou descobrir, o que me faz sentir, eu caçador de mim..”

Milton Nascimento.

 

Gostou do texto? Cadastre-se para ser notificado de outras mensagens.


Perfil Jsps