Estou aqui sentado há tempos, construindo meus castelos na areia. Cada um mais lindo que o outro. Me apaixono por cada um deles e sofro toda vez que vem a onda e os desmancha levando parte de mim. Ou vem o vento forte e carrega a areia, ou vêm as pessoas e pisoteiam minha obra prima. Ah! como sofro e como me aborreço com elas! Porque fazem isso comigo.?

Mas eu ainda estou aqui. Todos os castelos e objetos se foram, levados pelo tempo, e eu estou aqui, imóvel a refletir. Posso recriá-los porque eles estão dentro de mim, e guardo cada emoção e experiência que vivi.
Cada um deles trouxe algo para eu ver. Ou será que era eu que lhes queria mostrar algo que transbordava de dentro de mim e tomava forma…

Eram apenas veículos. Mídias que portavam minha alma, meu divã onde me refletia e me compreendia.

Será que tudo é assim, como uma mídia transportando alguma informação para que seja conhecida?  A coisa observada alterando o observador?
Então continuarei escrevendo minhas mensagens na areia, porque certamente haverá um leitor.


Gostou do texto? Cadastre-se para ser notificado de outras mensagens.


Perfil Jsps