0000000003951

Que bom que você está acordando  para uma nova realidade!  Agora você começa a perceber que as atitudes egoístas, comuns para a maioria das  pessoas, na verdade  são prejudicais ao meio ambiente, a saúde   física e mental  e são  os causadores do sofrimento e confusão em que vive a humanidade.

Você pode romper com a sociedade e viver em um mundo perfeito, criando um muro para se proteger dos que continuam fazendo as coisas do mesmo jeito. Mas isso não resolve o problema de bilhões de seres que vivem na ignorância, e  de alguma forma seus hábitos nocivos vão afetar a você também.

Cuidado com os rompimentos porque eles trazem dor e sofrimento, muito mais do que melhorias. Para  envergar o bambu é preciso cuidado para não romper… A natureza não dá saltos… Mudar hábitos antigos requer tempo.

Muitos já fizerem e continuam a fazer isso e não deu certo. Olhe a história da humanidade, onde as guerras santas mataram mais que a ambição desenfreada.

Você também pode sair pregando por aí tentando convencer as pessoas que existe uma outra realidade, compartilhando tudo que recebe nas mídias sociais, criticando as atitudes erradas, sendo um defensor da moral e dos novos valores, e principalmente  empunhando uma bandeira.

Mas muitos também já fazem isso e parece que não dá muito resultado, pois as pessoas absorvem muito pouco daquilo que não experimentaram e passam  as coisas adiante sem conhecimenro real.

Um camelo também faz isso, passa 40 anos transportando mostarda no deserto e não entende nada de mostarda.

Alem disso, as pessoas que não aceitam estas novas ideias se fecham ainda mais para se se proteger.  E tudo que conseguimos desta forma é isolar ainda mais os ignorantes, favorecendo a criação de grupos  que se julgam melhores que os outros e com isso ampliar as disputas que ficam cada vez mais acirradas, com mais gente de cada lado do muro.

Talvez a melhor forma de ajudar as pessoas seja agir discretamente, com compaixão, sabedoria, determinação e paciência, sempre disposto a mostrar as pessoas sua visão através do seu exemplo e de forma simples e acessível a todos.

Para isso primeiro será necessário aprender a “construir pontes” que ligam os dois mundos, caminhar com elas, ensinar como se faz respeitando seu ritmo de aprendizado,  sabendo tolerar suas esquisitices enquanto elas aprendem, evitando julgar e criticar.

Nem mesmo derrubar os muros é bom, porque esta é a melhor receita para instalar o caos, como vem sendo feito por aqueles que acreditam que tem a solução para o problema da humanidade sem respeitar as leis de merecimento.  Colocar as pessoas em um patamar onde elas não estão preparadas para se manter é pior do que deixá-las no chão, porque o tombo e o sofrimento delas será maior.

O mestre  caminhou com as pessoas, bebeu vinho com elas, participou de festas e até dançou com elas, sentava na mesa, comia a comida que  elas serviam e falava a língua dos homens.

Por isso ele foi aceito e pode conduzir e ensinar multidões. Era isso que ele queria ensinar aos sacerdotes Judeus, a linguagem do amor em ação. Não somos como ele, mas podemos aprender o que ele ensinou.

Mas ser um arquiteto e ao mesmo tempo operário na construção de uma  nova realidade requer que primeiro você seja o arquiteto de si mesmo, que domine suas emoções e seus pensamentos, que seja capaz de ter paciência e tolerância, que confie nas leis universais e acima de tudo tenha muito amor e compaixão.

Mas fique certo que se você decidir por este caminho nunca estará sozinho, pois se unirá aos sábios mestres que ha milênios trabalham pacientemente para despertar a humanidade.

Neste dia 11 de novembro sera um dia 33 porque 2018 também da 11. Então temos : 11+11+11 = 33

Penso que isso significa uma oportunidade para nos libertar das falsas crenças e penetrar na essência mais profunda das coisas. O 33 representa o sacrifício.

Mas isso tem que ser compreendido como o sacrifício de nossas vontades humanas e egoístas para aceitar a vontade sabia de Deus e do espírito.

O numero 11 simboliza  o despertar da consciência. Veja que se chega a este 33 através do 11 no dia no mês e no ano que são os três níveis de consciência.

Consciência plena das realidade física,

consciência de suas próprias emoções,

consciência de seus próprios  pensamentos.

E como resultado, uma consciência integrada com a vida e com as pessoas.