Começo com uma pergunta: há quanto tempo você não vai ao dentista? Alguns, certamente, nem lembrar-se-ão de quando foi a última vez. Outros terão uma leve lembrança, e outros ainda, mais conscientes, já frequentam um consultório de confiança. Entretanto, em qualquer dos grupos em que se encaixe, pretendo, com poucas palavras, orientar o leitor a fazer uma (re)visita a um consultório dentário.

O tratamento da cavidade bucal – sim, boca não é composta somente de dentes – tem uma importância fundamental na saúde sistêmica – completa – do organismo! Basta dizer que o único local no corpo humano onde bactérias podem se abrigar, no caso de comprometimento da polpa ( o que popularmente é chamado de “nervo”), e que pode ocorrer sem nenhum sinal ou sintoma (não precisa sentir dor ou apresentar “inchaço” no rosto),  é no dente. O elemento dentário é uma caixa fechada, com os tecidos mais duros do corpo humano e que recebe as bactérias, com casa, comida e roupa lavada, pois possui as condições ideais para sua sobrevivência, através do sangue. E é através do mesmo sangue que  podem chegar a outros órgãos vitais.

Portanto, corra para o dentista, solicite um levantamento radiográfico e consulte-se para se informar se sua saúde realmente está ótima. Noutro dia (há uns anos) li sobre um americano, jogador de basquete que veio para o interior de SP, contratado por um time. Aparência da saúde: jovem, bem alimentado e de estatura grande. Estarrecida fiquei ao saber que havia morrido, pois foi internado com infecção generalizada violenta, rápida e mortal, provocada por uma infecção num dente não tratado! A ação silenciosa das bactérias  no organismo, provindas deste tipo de lesão, é muito mais comum do que se pensa e, graças a um maravilhoso sistema de drenagem linfática, nem sempre causa morbidade. Siga meu conselho, vá ao dentista!!!!

 

cristina
Dra. Cristina Pinho
Clinica Geral, Mestra em Implantodontia, Endodontista - Microscopia Bucal
Tel (21)2253-7534  |  (21)98758-7858   E-Mail : criskinski@hotmail.com